domingo, 10 de junho de 2012


Se meu coração não se emociona mais, fiquei me perguntando o que eu estava fazendo ali. Se não sonho mais, não planejo mais, não desejo mais, não espero mais nada, o que eu estava fazendo ali?
Não te amo mais, queria dizer a ele, pela primeira vez, sem esperar que ele sofresse com isso. Sempre quis que ele sofresse com o dia em que eu não o amasse mais. Mas justamente porque eu não o amo mais, nem quero mais que ele sofra. Aliás, não quero mais nada. Só ir embora.


Tati B.

quarta-feira, 2 de maio de 2012


Porque você não faz parte da minha vida e eu não me importo mais com isso, já tinha me curado do vicio de falar sobre você e de pensar em você. Más depois que sonhei com você, sonho esse que estou quase me convencendo que foi o meu subconsciente, me dizendo que eu não me curei porra nenhuma e que eu amo você de uma maneira incrível e contraditória.

Tati B.

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Mas você eu já desisti de esquecer. Pra sempre eu vou sentir um elevador de gelo seco em todos os meus andares quando você aparece de alguma maneira. Quando tem foto sua, quando tem recado seu, quando tem você atravessando a avenida.

Tati B.

terça-feira, 17 de abril de 2012

Eu precisava disso. Precisava te perder, para poder encontrar meu amor próprio. E eu sei que amanhã ele estará aqui do meu lado, ocupando seu lugar. Mas posso falar só uma coisinha? Rapidinho? Enquanto meu amanhã não chega, deixa-me ficar quietinha, encolhidinha na cama, me deixa sentir um pouquinho de frio, no qual só o calor do seu corpo conseguiria aquecer, me deixa chorar pela a última vez (a última eu juro!) relembrando de novo da nossa história.. Agora deixa eu fechar meus olhos e tentar dormir, e esperar pelo meu amanhã que está tão próximo. Mas não sai do meu lado enquanto não amanhecer, deixa eu continuar te sentindo aqui, me abraçando enquanto ainda é noite.

Tati B.

Lindo e triste =/

Depois você começou a namorar uma menina e deixou, finalmente, de gostar de mim. E eu podia ter escrito um texto para você. Claro que eu senti ciúmes e senti uma falta absurda de você. Mas ainda assim, eu deixei passar em branco. Nenhuma linha sequer sobre isso.
Depois eu também podia ter escrito sobre aquele dia que você me xingou até desopilar todos os cantos do seu fígado. Eu fiquei numa tristeza sem fim. Depois pensei que a gente só odeia quem a gente ama. E fiquei feliz. Pode me xingar quanto você quiser desde que isso signifique que você ainda gosta um pouquinho de mim.
Minhas piadas, meu jeito de falar, até meu jeito de dançar ou de andar. Tudo é você. Minha personalidade é você. Quando eu berro Strokes no carro ou quando eu faço uma amiga feliz com alguma ironia barata. Tudo é você. Quando eu coloco um brinco pequeno ao invés de um grande. Ou quando eu fico em casa feliz com as minhas coisinhas. Tudo é você. Eu sou mais você do que fui qualquer homem que passou pela minha vida. E eu sempre amei infinitamente mais a sua companhia do que qualquer companhia do mundo, mesmo eu nunca tendo demonstrado isso. E, ainda assim, nunca, nunquinha, eu escrevi sequer uma palavra sobre você.
Até hoje. Até essa manhã. Em que você, pela primeira vez, foi embora sem sentir nenhuma pena nisso. Foi a primeira vez, em todos esse anos, que você simplesmente foi embora. Como se eu fosse só mais uma coisa da sua vida cheia de coisas que não são ela. E que você usa para não sentir dor ou saudade. Foi a primeira vez que você deixou eu te olhar, mesmo você não gostando de mim.
E foi por isso, porque você deixou de ser o menino que me amava e passou a ser só mais um que me usa, que você, assim como todos os outros, mereceu um texto meu.

Tati B.

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Eu não quero viver como se sobrevivesse a cada dia que passo sozinha. Não quero andar como se procurasse meu complemento em cada olhar vago. Eu acho que mereço mais que isso por tudo o que eu sei que posso fazer por alguém. E fico só esperando, na surpresa do dia que eu desencanar de esperar, um par de olhos que me faça ficar sem nenhuma palavra, nada além de dois olhos se enlaçando quatro.

Verônica H.

domingo, 8 de abril de 2012

=/

Estar sozinho é engraçado, louco, angustiante, libertário e triste, tal qual estar com alguém. No entanto, estar sozinho é absolutamente o oposto de estar com alguém. Estar sozinho é fechar as mãos no nada quando se atravessa a rua correndo e não se tem uma mão para segurar. É acordar sem saber o que será do dia porque planejar sozinho dá preguiça. É falar a coisa mais engraçada do mundo para alguém que não vai rir, porque ninguém te entende tão bem. É ficar louca sem cúmplice. Não tem graça ser fora da lei sozinho. É querer contar tanta coisa para alguém, mas para quem? A vida simplesmente acontece para quem está sozinho, às vezes sem que a gente perceba, pois é mais fácil ter noção de si mesmo através de outra pessoa. Estar sozinho é fazer dengo sozinho na cama, sem ninguém para apenas encaminhar o ombro um pouco mais perto. É comer doce demais porque sua boca precisa de um incentivo para continuar salivando vida. É comer doce demais porque estar sozinho dá uma tremedeira estúpida de hipoglicemia. É o doce que substitui mal e amargamente o sexo. Estar sozinho é dormir até tarde no domingo. Não para congelar o tempo na alegria, mas para fazer de conta que o tempo não existe. É conviver com a ansiedade de que você pode encontrar alguém especial a cada esquina, então você tenta ficar bonita. Mas seus olhos não mentem o cansaço da espera e a tristeza de estar solta, e você fica feia. É ter a sensação de que ninguém te olha, pelo menos não como você gostaria de ser olhada. Estar sozinha é estar solta e, no entanto, é estar amarrada ao chão porque nada te faz flutuar, sonhar, divagar. Estar sozinho, ou estar sozinha, pode acontecer com qualquer um. E você torce para que aconteça com a sua melhor amiga, ou com aquele homem que você gostaria de experimentar como uma pílula para a sua solidão. Estar sozinha é não suportar ouvir a palavra solidão porque ela faz sentido. E o sentido dela dói demais. Estar sozinho é ter uma risada nervosa, de quem segura um grito e um choro enquanto ri. Um riso falso para se convencer de que é possível ficar sozinho sem ficar deprimido. Estar sozinho é usar roupas provocantes sem se sentir sexy com elas. É conferir a caixa de e-mails com uma freqüência que beira a compulsão. É chorar do nada. É acordar do nada. É morrer de medo do nada que fica no estômago. Estar sozinho é uma coisa física, ou melhor, é a falta dela. Você se sente oco por dentro, por isso aquele respiro profundo de lamentação. É cogitar enlouquecer. O ombro pesa porque é tenso ficar sozinho. E porque não tem ninguém pra te fazer massagem também. Quando chove, venta, escurece, e você está sozinho, você lembra de Deus e do quanto é pequeno. Estar sozinho é se aproximar de Deus por piedade própria e não por agradecimento, que é o que nos faz aproximar Dele quando estamos amando. Estar sozinho é detestar ficar em casa. Ficar em casa sozinho, quando se está sozinho, é muita solidão. Então você sai, só para não ficar em casa sozinho. E descobre o quanto você é sozinho. E volta pra casa sozinho, e chora vendo fotos. Estar sozinho é implorar paixão e loucura com um olhar para o carro ao lado, segundos antes de você ver que ele não está sozinho. É trabalhar para passar o tempo e só conseguir escrever títulos, roteiros, spots e textos chatos, sem inspiração. É procurar um olhar pela rua e andar por aí com cara de louco. É estar pronta para algo novo e não agüentar mais dias iguais. É ocupar a vida de açúcar, intrigas, fofocas, encrencas. Aventuras tortas. É ocupar a vida dos outros com reclamações, lamentações, dúvidas e carências.

Resumindo: estar sozinho é triste, enche o saco dos outros e deve fazer mal para a saúde.

Tati B.

quinta-feira, 29 de março de 2012

É, falta.
E eu olho sua foto e fico me perguntando: porque diabos nunca nos demos uma chance? Porque diabos todas as vezes que nos encontramos em algum lugar, a gente nunca conseguiu se olhar de verdade? Se olhar no fundo dos olhos?

Tati B.


terça-feira, 27 de março de 2012

Totalmente indiferente pra mim. Cansei de você, bebê.

Se você estiver ocupado demais para me ligar, eu vou entender. Se você não tiver tempo para me mandar mensagens, eu vou entender. Se você tiver fazendo algo mais importante e não puder me ver, eu vou entender. Se você fingir que não está nem ai pros meus sentimentos e continuar me ignorando, eu vou entender. Se você continuar desperdiçando seu tempo de vida com coisas fúteis, eu vou entender. Mas se eu parar de te procurar, aí é a sua vez de me entender.


Tati B.

Bem assim

Eu não bebo. Quer dizer, agora, de vez em quando, comecei a beber só porque entendi quando me falavam que sem álcool é tudo muito pior.


Tati B.

terça-feira, 13 de março de 2012

Ficar perto, abraçar de vez enquando, sentir saudade, gostar um pouquinho. Mas amar não, amar nunca, amar não serve pra mim. Prefiro assim! 


Caio F.
Por um instante quis sentir falta de alguém, mas não consegui me lembrar de ninguém. Por outro instante quis inventar uma pessoa, mas eu era tão de verdade naquele momento que me faltou capacidade para ser enganada. Na cidade mais romântica do mundo amei meu medo, meu quarto, minha cama, meu banheiro, minha coragem, minhas próximas horas pelo resto da vida, minha quase morte que agora me enchia de novidades, meu silêncio, a extensão do meu pânico curioso que iluminava toda a cidade, minha tranquilidade madura, toda a bagunça da minha cabeça. Sim, a garotinha magrinha, branquelinha, assustada, sensível, cheia de ódios, cheias de erros e cheia de si, agora apenas recomeçava no corpo de uma mulher invisível. Amei que o mundo estava em festa e meu convite dava direito apenas a uma pessoa.

Tati B.

segunda-feira, 12 de março de 2012

Valentim era, como eu, sozinho. Eu tinha sido traída por uma pessoa, ele pelo destino. Mas, ao contrário de mim, não conseguia deixar partir de verdade quem se fora.Eu sabia que era preciso tempo. Cada perda tem sua hora de acabar, cada morto seu prazo de partir, e não depende muito da vontade da gente. Ele não estava curado.(…)Acordo com Valentim ao meu lado. Passo de leve a mão em seu rosto adormecido, acompanho com o dedo o contorno de sua boca, beijo seu ombro e me aconchego mais nele: aqui é o meu lugar no mundo. E o dele também. Do nosso jeito, estamos construindo – mais uma vez – a vida.
A dor faz parte.

Lya Luft
Feliz ou não, a lei da vida é seguir em frente com a cabeça erguida e superar tudo que está por vir.
Alguma coisa não está certa aqui. Passa longe de ser visível aos meus ou quaisquer outros olhos, mas existe. Lateja forte durante a noite e eu me recolho, me encolho, me embrulho, como se procurasse um jeito de, em mim, encontrar um pedaço de você. Mas não dá mais, e dói.

Rani Ghazzaoui

sábado, 10 de março de 2012

='(

Mas, Deus meu, como é que se é feliz? Pois não aguento mais a solidão neste mundo de Carlos Drummond de Andrade.

Clarice Lispector - do livro: A Descoberta do Mundo

quinta-feira, 8 de março de 2012

Claro, o dia de amanhã cuidará do dia de amanhã e tudo chegará no tempo exato. 
Mas e o dia de hoje?


Caio F.
Foram tantas brincadeiras, tantas conversas, tantas risadas e olhe agora. Nem conversamos mais.

sexta-feira, 2 de março de 2012

Prometo não te ligar, Não escutar aquela música, Não olhar aquela foto que eu roubei de você. Prometo nem mais te amar.


Fernanda Mello




Eu até já tentei ser diferente, por medo de doer, mas não tem jeito: só consigo ser igual a mim.


Ana Jácomo

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

=)

Nem que eu lute contra mim todos os dias, as coisas vão mudar.

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Hora de deixar ir. Alguém precisa mais do que você. Se livrar. Deixar pra trás. Algumas coisas não servem mais. Você sabe. Chega.

Caio F.

Estou longe de fazer falta. =/

Deixo-te livre para sentir minha falta, se é que faço falta.


Caio F.
Eu vou deixar pra lá, fingir que esqueci, agir como se não importasse...


Caio F.
...Escrevo isso e choro. Porque quero tanto e não quero tanto. Porque se acabar morro. Porque se não acabar morro. Porque sempre levo um susto quando te vejo e me pergunto como é que fiquei todos esses anos sem te ver. Porque você me entedia e dai eu desvio o rosto um segundo e já não aguento de saudade. E descubro que não é tédio mas sim cansaço porque amar é uma maratona no sol e sem água. E ainda assim, é a única sombra e água fresca que existe...


Tati B.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Vou começar a agir igual. Cansei.

Desculpas, papo furado
Você não faz questão de ficar do meu lado
Desculpas, enrolação
Não tá dando a mínima pro meu coração
Desculpas - Luan Santana

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Hey, vai devagar. O que você quer de mim? O que você quer de mim? É, eu estou com medo. O que você quer de mim? O que você quer de mim? Talvez tenha tido um tempo que eu me daria todo. Oh, era uma vez que eu não dava a mínima. Mas cá estamos nós. Então, O que você quer de mim? O que você quer de mim? Apenas não desista, eu estou trabalhando nisso. Por favor não ceda, eu não vou te decepcionar. Estou inteiro bagunçado, preciso de um segundo para respirar. Somente continue por perto. Hey, O que você quer de mim? O que você quer de mim? O que você quer de mim? Sim, é fácil de ver. Que baby, você é lindo. E não há nada de errado com você. Sou eu, estou louco. Mas obrigado por me amar. Pois está fazendo isso perfeitamente. Pode ter havido um tempo quando eu iria deixá-la escapar. Eu não iria sequer tentar. Mas acho que você poderia salvar minha vida. Apenas não desista de mim. Não vou te decepcionar. 
Whataya want from me? - Adam Lambert
Velho amigo, Por que você está tão tímido?

Adele - Someone like you

=/

Não vá para longe de mim. 
Eu não tenho nada, nada, nada...
Se eu não tenho você.

I have nothing - Whitney Houston

..always and forever..

Se eu deveria ficar. Gostaria apenas de estar no seu caminho. Então eu irei, mas eu sei...Eu pensarei em você, em cada passo do caminho. E eu... sempre amarei você...Eu sempre amarei você...Você meu querido. Doces, amargas lembranças, são tudo o que eu levo comigo...Então adeus, por favor não chore. Nós dois sabemos que eu não sou o que você precisa. E eu... sempre amarei você. Eu espero que a vida te trate bem. E eu espero que você tenha tudo. Tudo o que você sonhou para ti. E eu lhe desejo diversão. E felicidades. Mas acima de tudo, eu desejo o seu amor. E eu... eu sempre amarei você...Querido. eu amo você...E sempre irei. 
E sempre irei amar você...

I Will Always Love You - Whitney Houston

sábado, 11 de fevereiro de 2012

É assim que me sinto: amanhecendo. 
Ser feliz é uma obrigação.
Caio F.

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Este é um ponto importante: ir, sobretudo, em frente.

Caio F. Abreu
Sinto tanto amor dentro de mim que posso explodir e bolhas de corações vermelhas atingiriam o Japão. Quase não consigo respirar.

Tati B.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Não importa o quanto eu tente. Você continua me colocando de lado. E não consigo superar isso. Não adianta falar com você. É triste você ter que partir. Demora para acreditar. Mas depois de tudo que foi dito e feito, você é quem vai ficar só. Você acredita na vida depois do amor? Eu sinto algo dentro de mim dizer que eu não acho que você é forte de verdade, não. 
O que devo fazer? Me sentar e esperar por você? Bem, não posso fazer isso. E não adianta voltar. Eu preciso de tempo para seguir adiante. Eu preciso de um amor para me sentir forte. Pois eu tenho tempo para pensar bem. E talvez eu seja bom demais para você. Bem, eu sei que vou superar isto. Pois eu sei que sou forte. Eu não preciso mais de você. 

Believe - Cher

Como se sente de volta ao começo? As falhas, os erros...Tudo tem preço. Como se sente na volta por cima? Pensando ao contrário, a vida ensina. Como se sente voltando atrás? Aprenda a lição...Nunca diga nunca mais. Como se sente a falta que faz? O mundo dá voltas...Nunca diga nunca mais. Sempre presente o medo de falar na frente de todos, o que ninguém quer escutar. Às vezes se sente no vento que sopra, nas nuvens no céu, o que vem pela frente. Por mais que se tente, não dá pra sair. Depois de descobrir que não há nada a provar. Como se sente...
Como se sente - Capital inicial
Esse medo de cair é recente. Veio acompanhado da alegria momentânea que você causou, mas ficou mesmo foi por causa da distância.

Verônica H.

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Aí ele chega, tão lindo. E vai embora, tão feio. E liga, tão bobo. E some, tão especial. E eu morro, ainda que não ligue a mínima. E eu não tô nem aí, ainda que pense o tempo todo em não estar nem aí.

Tati Bernardi
E isso é para sempre, por mais que o tempo passe e a afaste cada vez mais dele, que continua eterno naquele segundo em que o viu.
Caio F. Abreu

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Sonhar...

Eu queria que em um dia qualquer, você chegasse de fininho, me abraçasse apertado e dissesse: Senti sua falta.
Tati B.

Apenas cansada.

Cansei dessa vida sem graça de balada. Cansei de ficar esperando algum sms ou ligação importante que faça meu dia ficar mais feliz. Cansei de ficar pensando e desejando o passado que não volta mais. Cansei de pessoas chegando e mais ainda de pessoas indo embora. Cansei de me sentir sozinha. E cansei também de implorar tanto pela atenção de quem mal se importa comigo, e tão pouco pensa em mim. Estou cansada disso tudo, não quero me sentir assim. Mas mais do que tudo isso, estou cansada de não conseguir esquecer
Por que tem que ser tão difícil? Por que não pode simplesmente aparecer alguém que possa substituir o que eu sinto por você e tornar você passado de vez? Por que depois de 4 anos eu tenho que lembrar de você todos os dias? Por que eu coloquei John Mayer como toque do meu celular pra quando você me ligar, se eu sei que você não vai me ligar nunca? Por que você não pode ficar feio e nada interessante pra mim? Por que eu ainda insisto em algo que pra você já está mais que acabado? Por que não me dá logo um fora e diz “se toca, não quero nada com você”?  Eu mal te vejo, como posso ainda sentir alguma coisa?
Muitas perguntas e nenhuma resposta. É, cansei disso também.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Cansei das promessas de compra e das devoluções gastas do meu corpo. Cansei de expor minha alma se no fim tudo acaba mesmo. Então tá aqui ó: peitinhos, coxas, barriga e o buraco que você tanto quer. Leve de uma vez e me engane por alguns dias. Você é igual a todos os outros e todos os outros são: lixo. O amor não existe, e, se existe, não dura pra sempre. E, se não dura pra sempre, não é amor. E nada dura pra sempre. E então o amor não existe. (...) A verdade é que mais cedo ou mais tarde você será traído, porque todo mundo tem medo de viver a entrega. A verdade é que ninguém se entrega porque ninguém se tem. A verdade é que não estamos aqui, estamos em algum lugar seguro vivendo nossas vidas medíocres. A verdade é que todo esse perfume é vergonha de nossa essência, todas essas marcas são vergonha do nosso corpo, todo esse charme despretensioso é vergonha de nossas fraquezas. A verdade é que nada é inteiro porque até o inteiro para ser todo precisa ter seu lado vazio. A verdade é que não dá para fugir da dor, e eu continuo correndo, correndo, correndo e não saindo do mesmo lugar.

Tati B.
Eu sei que sou pesada, triste, dramática, neurótica, louca, insatisfeita, mimada, carente. Mas você se esqueceu da minha maior qualidade: eu sou só. (...) O mundo é cheio de opções sem você, mas todas elas me cheiram azedas e murchas demais. Eu continuo só quando quero escrever uma vida com você, mas você detesta meus caminhos anotados e minhas regras. E eu detesto seu sono e sua ausência. Eu detesto seu riso alto e forçado pisoteando o meu mundo de sombras, eu detesto você saindo pela porta e as paredes se fechando, se fechando, e eu sem poder berrar para, pelo amor de Deus, você me resgatar, e me colocar no colo, e me dizer que você me entende e sofre também. Eu sou só porque enquanto eu pensava tudo isso, você impunha aos quatro ventos, querendo parecer muito forte e macho para seu grupinho muito forte e macho, que você poderia simplesmente abaixar meu som ou mudar de canal, como um programa chato qualquer que passa na sua tv. Eu hoje fui ao banheiro duzentas vezes para ficar longe do meu celular e do meu e-mail, ficar longe de todas as possibilidades da sua existência. Me olhei no espelho bem profundamente para enxergar minhas raízes e ganhar força, chorei algumas vezes, fiquei sentada no chão do banheiro, para ver se meu corpo esquentava um pouco ou porque estava mesmo me sentindo um lixo. O ar-condicionado hoje está insuportável, mas eu não acho que mude alguma coisa desligá-lo. Estar sozinha não muda nada, conheço bem esse estado e, de verdade, sei lidar até melhor com ele. O que me entristece, é ter visto em você o fim de uma história contada sempre com a mesma intensidade individual. Eu tinha visto na sua solidão uma excelente amiga para a minha solidão. Achei que elas pudessem sofrer juntas, enquanto a gente se divertia.

Tati B.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

(…) É triste ver o Sol e não vê-lo se irritar porque seus olhos são claros demais, são tristes as manhãs que prometem mais um dia sem ele, são tristes as noites que cumprem a promessa. É triste respirar sem sentir aquele cheiro que invade e você não olha de lado, aquele cheiro que acalma a busca. Aquele cheiro que dá vontade de transar pro resto da vida. É triste amar tanto e tanto amor não ter proveito. Tanto amor querendo fazer alguém feliz. Tanto amor querendo escrever uma história, mas só escrevendo este texto amargurado. É triste saber que falta alguma coisa e saber que não dá pra comprar, substituir, esquecer, implorar. É triste lembrar como eu ria com ele. Mas amor, você sabe, amor não se pede. Amor se declara: sabe de uma coisa? Ele sabe, ele sabe.

Tati B.
E você continua indo embora, e eu continuo ficando, vendo você levar partes de mim que antes eu nem sentia falta. E você continua escrevendo sua história pulando linhas, errando palavras, esquecendo os títulos. E eu continuo escrevendo seu nome com letras cheias, para tentar preencher você de alguma maneira. Pra tentar deixar tangível a sua existência. E principalmente pra poder amassar o papel e jogar no lixo.

Tati Bernardi
De repente a gente se encontra numa esquina, num outro planeta, no meio duma festa ou duma fossa, a gente se encontra, tenho certeza.

Caio F. Abreu

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

=/

Sou eu sozinha quem carrega todo esse peso nas costas, isso ninguém percebe, ninguém valoriza.

Caio F. Abreu

=(

Mas embora isso possa parecer muito chique, não ando nada bem. Nada grave, cabeça ruim. Sem rumo, sem motivo.

Caio F. Abreu
"...Então baby, não diga não
Venha e apenas diga sim
Você sabe que é hora de manter isso simples
Vamos dar uma chance e esperar o melhor..."
The best thing about me is you - Rick Martin
Tomara
Que a tristeza te convença
Que a saudade não compensa
E que a ausência não dá paz
E o verdadeiro amor de quem se ama
Tece a mesma antiga trama
Que não se desfaz
E a coisa mais divina
Que há no mundo
É viver cada segundo
Como nunca mais...
Vinícius de Moraes

Ah se fosse o suficiente!!!

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Entenda bem: não me veja tentando reatar uma história de amor já bastante espatifada (ou talvez sim, mas você não me deu chance e a coisa mais saudável que eu podia fazer era entrar noutra). Acontece que, com ou sem cama, gosto profundamente de você.

Caio F. Abreu
Eu tenho uma porção de coisas pra te dizer, dessas coisas assim que não se dizem costumeiramente, sabe, dessas coisas tão difíceis de serem ditas que geralmente ficam caladas, porque nunca se sabe nem como serão ditas nem como serão ouvidas.

Caio F. Abreu

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

A vida é complicada porque nós mulheres romantizamos tudo, ou quase tudo, ou justamente o que não deveríamos, a gente faz planos mesmo em cima dos silêncios deles, a gente vê beleza em cada sumiço, a gente vê olhares de amor no mais puro olhar de tesão, nós temos a mente completamente diferente da deles. (...) Não há como garantir que não possa me esforçar em ser interessante sendo que o que eu quero é ser o melhor que você merece. E de tudo que posso ser pra você eu só pediria que nunca fugisse de mim, nem mesmo quando por alguma razão eu deixasse a máscara cair, eu irei segurar sua mão como quem segura a mão de alguém que esteja pendurado sobre um barranco. E seguirei por dias, semanas, meses tentando tocar o seu coração até que um dia eu consiga. E de nenhuma forma te prender, mas sentir medo de te perder, e jamais te limitar, mas chorar quando decidir ir embora, e esperar suas mudanças naturalmente sem forçar você, roubar mil beijos seus quando você decidir ter alguma crise de raiva, tentar te acalmar e ser incapaz de causar algum sofrimento a você. E eu não somente diria que canta mal como cantaria com você, provando assim que existem pessoas que cantam horrivelmente, e que você não é a única, mas a que eu estaria disposta a escutar, e quando você decidir falar demais, que eu debrusse sua cabeça no meu ombro e escute tudo que tem a dizer, e quando for desastrado que haja fôlego para não morrermos de tanto rir. E que você sinta vontade de precisar de mim, mas não só quando houver necessidade, que você sinta isso mesmo tendo passado um dia inteiro comigo, que não veja e nem sinta as horas passando quando estiver ao meu lado, e que nunca seja o suficiente o tempo que passarmos juntos, que você sempre sinta vontade de mais, mais e mais. E que você suporte os meus defeitos e se sinta orgulhoso das minhas qualidades, e apesar de não ter uma beleza extrema, poder fazer com que você enxergue que gostar de alguém vai muito além de beleza fisica, e tentar também de algum jeito (infelizmente só tentar) fazer com que você não precise olhar em outras direções, porque seus olhos vão estar dentro dos meus. Eu quero sempre encontrar você, sejá lá aonde você estiver, e que eu consiga ser o seu perfeito, mesmo sendo imperfeito.
Tati B.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Partiu 90º TLC! Tudo está previsto!!!

Cuidas de mim, sei que tu cuidas de mim, Senhor. Ainda que eu ande pelo vale, e o atravesse à sombra da morte, cuidas de mim. Mesmo que eu não queira a tua presença, mesmo que eu me afaste de ti, cuidas de mim. cuidas de mim. Teu amor é como a rocha que não se quebra jamais. Teu amor é como o sol a nascer toda manhã. É um amor que me constrange, que me envolve e me aquece. Esse amor és tu senhor. És tu senhor...
Cuidas de mim - Olivia Ferreira

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Toda essa conversa com você. Eu não sei o que estou fazendo. Eu não sei onde você está. O que está em sua cabeça. Todas essas conversas sobre você. E isso que você também está fazendo? Você está sempre em minha mente. Eu falo de você o tempo todo. Não desperdice mais nenhum dia. Não desperdice nem mais nenhum minuto. Eu mau posso esperar para ver seu rosto. Apenas para te mostrar o quanto eu estou afim. Então abra seu coração. Me ajude a entender. Por favor, me diga quem você é. Assim poderei te mostrar quem eu sou. Você só está parado. Você só está perdendo tempo. Porque você não me diz a verdade sobre eu e você? E enquanto o tempo passa, eu espero que você perceba. Se você me perguntar, eu vou querer ficar com você. Pare de ficar parado. E pare de agir como se você não se importasse. Pare de ficar com medo. E pare de agir como se você não se importasse.


Stop standing there - Avril Lavigne

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Eu quero ficar com você o resto da vida,
mas eu preciso que você me precise de volta.


Tati B.

É hojeee!!!

Espero um dia poder ficar junto de você. Mas tem que ser pra sempre. Pode ser até quando estivermos velhinhos, por você eu largo tudo!

"Te tenho com a certeza de que você pode ir. Te amo com a certeza de que irá voltar, pra gente ser feliz. Você surgiu e juntos conseguimos ir mais longe. Você dividiu comigo a sua história. E me ajudou a construir a minha. Hoje mais do que nunca somos dois. A nossa liberdade é o que nos prende. Viva todo o seu mundo. Sinta toda liberdade. E quando a hora chegar, volta...Que o nosso amor está acima das coisas...desse mundo! Vai dizer que o tempo não parou naquele momento? 
Eu espero por você o tempo que for. Pra ficarmos juntos mais uma vez!"
Mais uma vez - Jota Quest

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

domingo, 15 de janeiro de 2012

Sempre achei que esse amor era coisa de quem não tinha nada melhor para fazer. Eu só o sentia porque estava infeliz naquela vida pacata. Só por isso. Resolvi então agitar a vida pacata. E comecei a sair mais de casa, enxergar as pessoas ao meu redor, mais viagens, mais baladas. Amor é coisa de gente pacata e agora que eu tinha uma vida agitada, poderia, finalmente, mandar esse amor embora. 
Tchau, coisinha besta.
Tati B.
Eu não quero ir embora e esperar o dia seguinte. Porque cansei dessa gente que manda ter mais calma. E me diz que sempre tem outro dia. E me diz que eu não posso esperar nada de ninguém. E me diz que eu preciso de uma camisa de força. Se você puder sofrer comigo a loucura que é estar vivo. Se você puder passar a noite em claro comigo de tanta vontade de viver esse dia sem esperar o outro, se você puder esquecer a camisa de força e me enroscar no seu corpo para que duas forças loucas tragam algum equilíbrio. Se você puder ser alguém de quem se espera algo, afinal, é uma grande mentira viver sozinho, permita-se. Eu só queria alguém pra vencer comigo esses dias terrivelmente chatos.

Tati B.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

 Sou bem mais feliz que triste, mas às vezes fico distante.
E me perco em mim como se não houvesse começo nem fim nessa coisa de pensar e achar explicação pra vida...

Fernanda Mello

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Desisti

Desisti. E isso é a coisa mais triste que tenho a dizer. A coisa mais triste que já me aconteceu. Eu simplesmente desisti. Não brigo mais com a vida, não quero entender nada. (…) Vou nos lugares, vejo a opinião de todo mundo, coisas que acho deprê, outras que quero somar, mas as deixo lá. Deixo tudo lá. Não mexo em nada. Não quero. Odeio as frases em inglês, mas o tempo todo penso “I don’t care”. Caguei. Foda-se. (…) Me nego a brigar. Pra quê? Passei uma vida sendo a irritadinha, a que queria tudo do seu jeito. Amor só é amor se for assim. Sotaque tem que ser assim. Comer tem que ser assim. Dirigir, trabalhar, dormir, respirar. E eu seguia brigando. Querendo o mundo do meu jeito. Na minha hora. Querendo consertar a fome do mundo e o restaurante brega. Algo entre uma santa e uma pilantra. Desde que no controle e irritada. Agora, não quero mais nada. De verdade. (…) Não quero arrumar, tentar, me vingar, não quero segunda chance, não quero ganhar, não quero vencer, não quero a última palavra, a explicação, a mudança, a luta, o jeito. (…) Quero ver a vida em volta, sem sentir nada. Quero ter uma emoção paralítica. Só rir de leve e superficialmente. Do que tiver muita graça. E talvez escorrer uma lágrima para o que for insuportável. Mas tudo meio que por osmose. Nada pessoal. Algo tipo fantoche, alguém que enfie a mão por dentro de mim, vez ou outra, e me cause um movimento qualquer. Quero não sentir mais porra nenhuma. Só não sou uma suicida em potencial porque ser fria me causa alguma curiosidade. O mundo me viu descabelar, agora vai me ver dormir e cagar pra ele. Eu quis tanto ser feliz. Tanto. Chegava a ser arrogante. O trator da felicidade. Atropelei o mundo e eu mesma. Tanta coisa dentro do peito. Tanta vida. Tanta coisa que só afugenta a tudo e a todos. Ninguém dá conta do saco sem fundo de quem devora o mundo e ainda assim não basta. Ninguém dá conta e…quer saber? Nem eu. Chega. Não quero mais ser feliz. Nem triste. Nem nada. Eu quis muito mandar na vida. Agora, nem chego a ser mandada por ela. Eu simplesmente me recuso a repassar a história, seja ela qual for, pela milésima vez. Deixa a vida ser como é. Desde que eu continue dormindo. Ser invisível, meu grande pavor, ganhou finalmente uma grande desimportância. Quase um alivio. 
I don’t care.
Tati B.