terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Estou indo viajar, então Feliz Ano Novo!!! =)

Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos. Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra diante vai ser diferente. =)
Carlos Drummond de Andrade

Receita de Ano Novo

Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor de arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação como todo o tempo já vivido
(mal vivido ou talvez sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser,
novo até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?).
Não precisa fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar de arrependido
pelas besteiras consumadas
nem parvamente acreditar
que por decreto da esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.
Para ganhar um ano-novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo de novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.

Carlos Drummond de Andrade
Quero que saibas que me lembro,
Queria até que pudesses me ver.
És parte ainda do que me faz forte,
E, para ser honesto.
Só um pouquinho infeliz.
(...)
Mas tudo bem, tudo bem, tudo bem.

Giz - Legião Urbana

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

=)

Aqui só existe o bem. Se você me deseja o mal, eu te desejo AMOR.
Caio F. Abreu

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Se a gente faz o que manda o coração, lá na frente tudo se explica.
 Fernanda Mello
Eu quero que dê certo, não estraga, por favor. Não estraga, não estraga, não estraga. Posso pôr um post-it na sua carteira? Mesmo que a gente não fique juntos pra sempre. Mesmo que acabe semana que vem. Nunca destrua o meu carinho por você. Nunca esfrie o calorzinho que aparece dentro de mim quando você liga, sorri ou aparece no olho mágico da minha porta. Mesmo que você apareça na porta de outras mulheres depois de me deixar. Me deixe um dia, se quiser. Mas me deixe te amando. É só o que eu peço.
Tati B.
Eu soube que você sossegou, 
que você encontrou uma garota e agora está casado.
Eu soube que seus sonhos se realizaram. 
Acho que ela lhe deu coisas que eu não lhe dei.
Velho amigo, por que você está tão tímido? 
Não é a sua cara se conter, ou se esconder da luz.
Eu odeio aparecer do nada, sem ser convidada, 
mas eu não pude ficar longe, não consegui evitar.
Eu tinha esperança de que você me olhasse 
e se lembrasse de que pra mim, não acabou.
Não se importe, eu vou encontrar alguém como você. 
Não desejo nada além do melhor para você também.
Não me esqueça, eu imploro, eu lembro do que você disse:
Às vezes, o amor dura. Mas, às vezes ele fere.
Você sabe como o tempo voa.
outro dia, estávamos curtindo nossa vida.
Nós nascemos e fomos criados numa neblina de verão
Unidos pela surpresa dos nossos dias de glória.
Nada se compara, não se preocupe ou se importe...
Arrependimentos e erros também são recordações.
Quem saberia dizer o quanto amargo isto se tornaria?
(Someone like you - Adele)

Enquanto a vida vai e vem, você procura achar alguém que um dia possa lhe dizer: Quero ficar só com você...

(Antes das seis - Legião Urbana)

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Uma relação nem sempre termina porque não é feliz. Às vezes termina para preservar a felicidade da memória.

Fabrício Carpinejar
Vou rir bastante, manter um ar distante
e esquecer quanto tempo faz.

Martha Medeiros

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

...o que amacia a vida, acende o riso, convida a alma pra brincar, são essas imensas coisas pequeninas bordadas com fios de luz no tecido áspero do cotidiano. Como o toque bom do sol quando pousa na pele. A solidão que é encontro. O café da manhã com pão quentinho e sonho compartilhado. A lua quando o olhar é grande. A doçura contente de um cafuné sem pressa. Os instantes em que repousamos os olhos em olhos amados. O poema que parece que fomos nós que escrevemos. A força da areia molhada sob os pés descalços. O sono relaxado que põe tudo pra dormir. A presença da intimidade legítima. A música que nos faz subir de oitava. A delicadeza desenhada de improviso. O banho bom que reinventa o corpo. O cheiro de terra. O cheiro de chuva. O cheiro do tempero do feijão da infância. O cheiro de quem se gosta. O acorde daquela risada que acorda tudo na gente. Essas coisas. Outras coisas. Todas, simples assim.


Ana Jácomo
O que antigamente era "pra sempre" hoje não passa de lembranças.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Despertar, sob a luz de um novo dia e renovar. Encontrando nova força para amar em tempos difíceis.Descobrir sem querer o quanto é frágil decidir, escolhendo cada passo onde ir num futuro incerto. Não é fácil, prosseguir apagando da memória tudo aquilo que fez a nossa história, nossa vida de novo começar. Eu canto ao vento, que beija os meus cabelos num alento. Eu canto ao mar que apaga os meus sentidos, e me faz recomeçar. Decidi avançar o meu caminho sem deixar que o passado, o destino, possam destruir uma vida honesta. Revirar alegrias e lamentos. Entender, que só mesmo o próprio tempo nos dará, todas as respostas.
(Recomeçar - Tânia Mara)

sábado, 10 de dezembro de 2011

De tarde quero descansar, chegar até a praia e ver se o vento ainda esta forte, e vai ser bom subir nas pedras. Sei que faço isso pra esquecer, eu deixo a onda me acertar, e o vento vai levando tudo embora...Agora está tão longe ver, a linha do horizonte me distrai. Dos nossos planos é que tenho mais saudade. Quando olhávamos juntos na mesma direção. Aonde está você agora? Além de aqui dentro de mim...Agimos certo sem querer, foi só o tempo que errou. Vai ser difícil sem você, porque você esta comigo o tempo todo. E quando vejo o mar, existe algo que diz que a vida continua e se entregar é uma bobagem...Já que você não está aqui, o que posso fazer é cuidar de mimQuero ser feliz ao menos, lembra que o plano era ficarmos bem? Olha só o que eu achei...cavalos-marinhos...Sei que faço isso pra esquecer. Eu deixo a onda me acertar e o vento vai levando tudo embora...

(Vento no Litoral - Legião Urbana)
"Nem sempre a vida traz de volta o que o tempo separou do coração..."
(Claudia Leitte - Horizonte)

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

(…) Eu que não sei de tantas coisas, continuo crente no que, pros outros, parece incerto. Eu que sempre fui tão imediatista e fugaz, sento agora no cantinho mais confortável de mim, sem aquele desespero do começo, pra esperar você. Eu sei que você vem.
Rani Ghazzaoui





Não faz diferença se você vem amanhã ou não vem.
Desisti de esperar por alguém
cuja ausência me faz companhia.

Martha Medeiros

Saudade demais não traz ninguém de volta!

Que texto. Que lindo. Chorei. O ruim é saber que é assim mesmo que acontece!

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Por fora, já desistiu. Por dentro, sempre descobre alguma desculpa para recomeçar.
Fabrício Carpinejar
Falo do amor de forma mística, sei o preço. (…) Sou muito inteligente, muito exigente e muito engenhosa para alguém ser capaz de se encarregar completamente de mim. Ninguém me conhece nem me ama completamente. Só tenho a mim.
 Simone de Beauvoir
Escrever é tantas vezes lembrar-se do que nunca existiu. Como conseguirei saber do que ao menos sei? assim: como se me lembrasse. Com um esforço de memória, como se eu nunca tivesse nascido. Nunca nasci, nunca vivi: mas eu me lembro, e a lembrança é em carne viva.

Clarice Lispector "A Legião Estrangeira"

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

"A minha cura pode ser seu sim, minha doença é o seu descaso..."

(Quando nada mais - Legião Urbana)

Toda vez que penso em você, eu sinto passar por mim um raio de tristeza. Não é um problema meu, mas é um problema que eu achei vivendo uma vida que não posso deixar para trás. Não faz sentido em me dizer que a sabedoria de um tolo não vai te libertar, mas é assim que as coisas são. E é o que ninguém sabe. E a cada dia que passa, minha confusão cresce. Toda vez que te vejo caindo, eu fico de joelhos e rezo. Estou esperando pelo momento final quando você dirá as palavras que não posso dizer. Eu me sinto muito bem, eu me sinto como nunca deveria me sentir. E quando eu fico assim eu simplesmente não sei o que dizer. Por que não podemos ser nós mesmos como eramos ontem? Eu não tenho certeza do que isso significa, eu não acho que você é o que mostra. E na verdade admito para mim mesmo, que se eu machucar outra pessoa, eu jamais verei o que na verdade deveríamos ter sido.

Sem palavras...

Nessa brincadeira de promessas, acreditei além do que devia.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Todos os dias Deus nos dá um momento 
em que é possível mudar tudo que nos deixa infelizes. 
O instante mágico é o momento em que 
um 'sim' ou um 'não' pode mudar toda a nossa existência.
Paulo Coelho
Se não deu certo, apague e recomece. Esqueça o que ficou. Esqueça a culpa. A falta de plano. Esqueça a dúvida. O que foi quase engano. Apague e recomece. É sempre hora de mudar. De virar a página e se reinventar. Mesmo que doa, aprender não é um processo à toa.
Fernanda Mello
Houve uma mudança de planos e eu me sinto incrivelmente leve e feliz. Descobri tantas coisas… Existe tanta coisa mais importante nessa vida.
Caio F. Abreu
O que prevalece agora é essa maneira nova de sentir a vida.
Essa perspectiva que me faz admirar, incansáveis vezes, antigas preciosidades.
Essa vontade de bendizer tantas maravilhas.
Esse sentimento de gratidão pelas coisas mais simples que existem.
Esse jeito mais amigo de ouvir meu coração.
O que prevalece agora é essa apreciação mais desperta,
que me permite reinaugurar flores e céus e pessoas no meu olhar.
Essa graça que encontro, de graça, nos detalhes mais singelos.
O que prevalece agora é a confortável suposição de que, por trás de tantas e habituais nuvens, esse contentamento faz parte da nossa natureza.
Os problemas, os desafios, as limitações, não deixaram de existir. Deixaram apenas de ocupar o espaço todo.

Ana Jácomo